×
Segue-nos!
  • Mais Vizela, faltou eficácia para seguir em frente

    FUTEBOL | TAÇA PORTUGAL
    Ver Mais
  • Jorge Fonseca e Rochele fecham europeu com Bronze

    JUDO
    Ver Mais
  • Dono e senhor, Miguel Oliveira vence em casa

    MOTOCICLISMO
    Ver Mais
  • Fafe e Açores no calendários ERC para 2021

    Ver Mais

Crónica Jogo | Empate (In)tenso e eletrizante até ao último segundo

Na abertura da 6ª jornada da serie 1, da Divisão Elite AF Porto, Maia Futsal e Desportivo da Ordem empataram 4-4, num grande jogo de futsal com emoção até ao último segundo.
As equipas entraram a estudar-se mutuamente, os primeiros 5 minutos não tiveram grandes ocasiões de parte a parte, mas a partir daqui foi a todo o gás.
A primeira oportunidade surgiu para os locais, Zira não conseguiu bater Rui. Respondeu o Ordem e no lance seguinte abriu o marcador. Boa construção da equipa de Ana Leal, Barros com um passe a rasgar na diagonal para Ruben, este assistiu Mário Faria encostar para o 0-1, bem trabalhado pela equipa de Lousada.
O Maia organizava por vezes na fase inicial em 4:0, passando depois para um 3:1 quando Miguel assumia a referência de Pivô, ele que na resposta atirou ao poste da baliza da ordem.
A Ordem em 4:0 na sua organização, aos 7 minutos o empate, perda de bola na saída da Ordem, João Leite assistiu Miguel que fez o 1-1 sem dificuldade.
A Ordem sentiu um pouco o golo, não conseguia construir com critério, permitindo transições do Maia. O Maia na sua construção começou a evidenciar cada vez mais a ação de Miguel num 3:1 definido ao centro. Aos 10 minutos a 5ª falta para o Maia, o que limitou a intensidade na pressão, permitiu ao Desportivo da Ordem pautar e assumir o seu jogo. Também o Maia mostrou alguma ansiedade e nervosismo nesta fase da partida.
Aos 16 minutos a 6ª falta dos maiatos e Livre Direto que Ruben chamado à conversão fez o 1-2. Um minuto depois novamente Ruben nos 10 metros a fazer o 1-3, o Ala que continua a revelar-se como um dos melhores finalizadores desta divisão.
O jogo sempre vivo, e o Maia a 20 segundos do final do primeiro tempo a reduzir, Miguel a fazer o bis e a colocar o resultado ao intervalo em 2-3.
Uma primeira parte viva, em que a Ordem acabou por ser superior, defendeu bem e conseguiu gradualmente subindo no campo e criando perigo. O Maia mostrou-se muito impaciente e nervoso, com muitas faltas e que acabaram por fazer diferença.
Se o ritmo e adrenalina no campo era alto, cá fora também não foi menos vivido, os dois presidente dos clubes, lado a lado, a tentarem chamar para si a atenção do árbitro, numa atitude que acabou com um reprimenda de "escola" das autoridades locais.
Na segunda parte, o Maia orientado pelo técnico Paulo Lopes entrou por cima no jogo, aos 3 minutos fez o empate (3-3) pelo veterano João Leite, ele que foi dos que mais desequilibrou. 
A equipa de Ana Leal não conseguia assentar jogo, ter bola e procurar situações de perigo, permitiu que o Maia assumisse e fosse criando situações de perigo.
Com do andar do relógio o jogo foi voltando ao equilíbrio. Aos 8 minutos Barros atirou ao lado, mostrava-se a Ordem nesta segunda parte. No minuto seguinte a equipa de Lousada marcou mesmo. Grande jogada individual de Mário Faria a passar por toda a linha defensiva do Maia, tabelou com Barros e fez o 3-4, numa grande jogada do reforço que tem dado muito à equipa nesta 1ªfase da época.
Aos 11 minutos, respondeu o Maia, João Leite atitou ao poste. Depois apareceu Rui no encontro, o jovem guarda-redes da Ordem foi adiando o empate, que chegou aos 13 minutos num grande lance de envolvimento do Maia Futsal, que terminou com João Leite a “picar” a bola por cima de Rui na saída deste para fechar o espaço, numa excelente execução técnica para o 4-4.
Na equipa de Ordem sentia-se o cansaço e fadiga dos 5 ou 6 jogadores mais utilizados ao longo do encontro, o acumular de faltas também foi nota para o desgaste. Aos 15 minutos a Ordem chegou à 5ª falta.
Mais a explorar o contra-ataque ou o jogo mais vertical a Ordem procurou através de rasgos individuais, aos 17 minutos, Bruno teve nos pés uma excelente oportunidade mas esperdiçou, desta vez não foi decisivo o Ala da Ordem que teve uma noite desinspirada. O Maia Futsal criou mais perigo mas a finalização nem sempre era a melhor e quando conseguiam estava lá Rui.
Aos 18 minutos João Leite a passar por toda a defensiva forasteira, serviu Miguel que com a baliza “escancarada” atirou ao lado.
A entrar para o último minuto, 6ª falta da Ordem, num lance caricato, o árbitro a assinalar falta à treinadora do Ordem, por supostamente ter intercetado a bola dentro do campo. Livre Direto que Zira na conversão atirou para boa defesa de Rui que segurou um ponto na deslocação a um adversário direto pela subida de divisão.
Final da partida empate 4-4, que acaba por se ajustar ao que foi o jogo, entre duas boas equipas com um futsal diferente mas iguais na entrega e na ambição. São as duas principais favoritas da serie e das mais serias candidatas à subida de divisão.
 
Texto: Luís Leal
Foto: Complexo Desportivo 

 

Anexos:

Partilhar

Data de publicação: 2020-11-21

Outras Noticias

Comentários

  • De momento esta notícia não tem comentários à apresentar.

Deixe um comentário