×
Segue-nos!
  • Mais Vizela, faltou eficácia para seguir em frente

    FUTEBOL | TAÇA PORTUGAL
    Ver Mais
  • Jorge Fonseca e Rochele fecham europeu com Bronze

    JUDO
    Ver Mais
  • Dono e senhor, Miguel Oliveira vence em casa

    MOTOCICLISMO
    Ver Mais
  • Fafe e Açores no calendários ERC para 2021

    Ver Mais

"Existem mais olhos atentos a qualquer jogador que possa sobressair"

A fazer um excelente arranque de época na Série A do Campeonato de Portugal, é com expectativa de fazer um bom jogo que o Montalegre prepara a receção ao Académico de Viseu, que tem passado por dificuldades na Segunda Liga.
Em declarações ao Complexo.pt, o carismático treinador do Montalegre, José Manuel Viage, tão habituado aos palcos da «prova-rainha» do futebol português, começou por dizer que a sua equipa não está a fazer quaisquer preparativos ou afinações técnico-táticas de monta para receber a formação viseense. "Os aspetos com que trabalhamos não olham a adversários. Encaramos cada partida com a mesma seriedade e foco seja com uma equipa da Distrital, do Campeonato de Portugal ou da Segunda Liga, como é o caso do Académico de Viseu. Somos muito determinados em ganhar qualquer jogo, contra qualquer equipa, e para isso é preciso concentração durante toda a semana de trabalho".
A fim de reforçar a ideia anterior, o técnico barrosão valoriza a ideia de trabalhar a sua equipa com o foco primordialmente apontado à qualidade dos seus processos de jogo, do que propriamente a ajustamentos face às características dos adversários. "Não trabalhamos na ótica de melhorar o nosso jogo simplesmente porque vamos defrontar uma equipa que milita numa divisão superior à nossa, mas quereremos melhorar de treino para treino, jogo a jogo. Se condicionássemos a qualidade com que trabalhamos devido ao adversário e sua possível qualidade ou não, mais cedo ou mais tarde iríamos tropeçar em nós mesmos, e não é dessa forma que este grupo treina", realçou.
 
Na análise que faz ao adversário, José Manuel Viage deixa elogios à competência defensiva dos comandados de Pedro Duarte, que na sua segunda experiência na Segunda Liga, tenta levar os viseenses a um lugar mais confortável do que o atualmente ocupado, apenas um ponto acima da zona de despromoção e com mais um jogo disputado do que o 17º da geral, o Benfica B. "O Académico é uma equipa que primariamente vai tentar defender bem e ser coeso nos seus processos defensivos e na forma como tenta proteger a sua baliza – por algum motivo são das melhores defesas da Segunda Liga -  mas isso também deriva de ter um novo treinador com menos de um mês de trabalho, o que é compreensível. Apesar disto, são também perigosos em como tentam jogar entre-linhas, fruto de individualidades muito fortes nos vários momentos ofensivos", explicou o treinador do Montalegre, que apela à capacidade de a sua equipa manter a sua identidade, como um dos ingredientes principais para o sucesso no encontro. "Nós temos de continuar a mostrar as características que nos identificam enquanto equipa, nunca perdendo a nossa identidade e ideia de jogo. Claro que, devido ao plano estratégico que antecede cada encontro, poderemos sempre fazer um micro ajuste ali ou acolá, mas nunca irão ver a minha equipa descaracterizada devido ao adversário ser A ou B", assegurou, além de desvalorizar as dificuldades da turma viseense na Segunda Liga que estão, de certo modo, em contra-ciclo com a excelente caminhada inicial do Montalegre no Campeonato de Portugal - José Manuel Viage não só considera ser "errado e perigoso" fazer análises tão simplistas como esta, como refere que "os números têm de ser sempre contextualizados. O Campeonato de Portugal não é a Segunda Liga e vice-versa. A qualidade que existe em cada uma das competições é diferente".
 
Nas mais recentes sete temporadas, só por duas vezes o Montalegre não conseguiu passar a primeira eliminatória da Taça e, na época de 2018/19, chegou mesmo aos oitavos-de-final, onde foi eliminado pelo Benfica. Um percurso interessante dos transmontanos, cujos requisitos que o tornaram possível foram explicados pelo treinador do Montalegre. "Existe um leque de características que são essenciais para que estas caminhadas sejam feitas o mais longe possível numa competição a eliminar, como é o caso da Taça de Portugal, onde por vezes encontramos equipas que se encontram noutros patamares e têm outros recursos. União, espírito de sacrifício e camaradagem são essenciais, mais que qualidade individual e coletiva. No que toca ao fator experiência, é algo que me ajuda sempre a gerir melhor estes momentos da forma mais positiva possível", referiu Viage, que também reconheceu a importância da Taça como uma plataforma de valorização de jogadores do Campeonato de Portugal, particularmente quando defrontam equipas profissionais. "Jogar a prova-rainha contra uma equipa da Segunda Liga vai sempre permitir que os nossos jogadores se exponham da melhor forma possível, primeiramente porque queremos ganhar e chegar o mais longe que pudermos, sempre a tentar fazer melhor do que já foi feito neste clube, porque quando se faz história, seja por que instituição desportiva for, o nosso nome será sempre falado e lembrado. Depois, todos sabem que o jogo será visto por equipas profissionais que farão a sua preparação sob o Académico, e quando se joga contra equipas deste patamar, existem mais olhos atentos a qualquer jogador que possa sobressair mais", referiu.
 
Com cinco vitórias consecutivas em encontros oficiais, a época do Montalegre está a começar em excelente nível, e José Manuel Viage parece agradado com o leque de opções que tem à disposição. "Continuamos com as mesmas características de outras épocas, a querer dominar o ritmo de jogo, a ter posse e, pacientemente, a tentar chegar com qualidade no último terço. Conseguimos ter boas dinâmicas quer nos corredores exteriores quer nos mais centrais, até porque a qualidade dos nossos jogadores assim o permite. Temos um plantel muito rico e versátil, e temos vindo a fazer um trabalho muito positivo que se reflete pela alegria com que estes homens vêm a trabalhar, mais do que pelos resultados", concluiu.
 
O jogo Montalegre-Académico de Viseu realiza-se já no próximo sábado, às 14 horas, no Estádio Dr. Diogo Vaz Pereira.

 

Anexos:

Partilhar

Data de publicação: 2020-11-19

Outras Noticias

Comentários

  • De momento esta notícia não tem comentários à apresentar.

Deixe um comentário